quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Tão sozinha...






Eu tive medos naquela tempestade

Daí você me vem e me abraça
Tudo passa...

Você foi embora...
Esqueceu de voltar...
Eu esperei...

E quando percebi que já 
Não ia mais voltar,
Chorei...

É assim que as coisas funcionam
Quando você ama tanto, e não sabe dizer adeus.

Tive medos naquele frio da madrugada
No coração vazio, cheio de dor agora...

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Ocultos...


Não é como se não quiséssemos sentir;
Mas, como tentar, de alguma forma
Estar presente sem ser percebido
Mesmo que em forma de versos
Ou mesmo na forma de um objeto
Mas, o que queremos de fato
É apenas, estar presente na vida um do outro...

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Saudade...



A saudade irrompe as barreiras de sentimento mútuo
transforma em alegrias
quando nos vemos, enfim...
A saudade me dá alívio instantâneo na medida 
que me encontro contigo
Ela me dá o que preciso na hora certa...

Saudade...saudade mútua...estranha
Saudade essa que me mata sem saber...e revive quando não peço
me dando o que necessito pra viver...