sábado, 15 de dezembro de 2012

Sentindo...




Queria dizer algo realmente bom pra você, mas sou tão boba que acabo não dizendo nada, mesmo que as coisas aconteçam dessa forma, mesmo eu não querendo as brigas, elas vão existir não é mesmo? Sei que muitas palavras ditas, nunca são a verdade do que sentimos lá dentro, mas é que machuca, eu sei que eu também machuco você, e eu me sinto mal por isso também, saber que eu machuco meu próprio coração... não queria que fosse assim, eu aqui nesse escuro e nesse vazio do meu quarto, sem o teu abraço, sem o teu cheiro, sozinha com as minha palavras, duras palavras, que eu as encaro agora no espelho, tenho medo delas, às vezes, só às vezes, porque quando estou com você, nada me dá medo.
         Prezo meu destino, sei o que eu quero, é que às vezes só não os digo...
         Você é meu amor, e a destruição de uma parte obscura de mim mesma...

domingo, 18 de novembro de 2012

um tanto de prazer...




Eu conto meus dias, mas quando estou com você, simplesmente paro tudo, porque nesse momento, não quero que o tempo passe...

Eu gosto dos seus lábios
Tanto que me transbordo
No mar de desejo, que são
Me visto linda, de batom vermelho e saio

Quase sem querer, meus lábios se mordem
Só quando vêem os seus
Eu permito sentir, tocar
Permito desejar a tua boca linda

E na calada da noite
Só quando a noite cai
Permito sentir que o desejo tome conta
Porque me permito desejar teu corpo

E só na calada da noite
Na cama macia
Na suave pele com pele
Nossos corpos ardem...

domingo, 11 de novembro de 2012

o amor pode durar, o quanto você quiser...



(foto By: Karine Tiemy e Norio Oda)


Dizem que quando as mãos de duas pessoas se encontram perfeitamente, uma na outra, é porque estão predestinadas a ficarem juntas para sempre...
Nossas mãos são perfeitas se entrelaçando uma na outra, pelos dias em que passamos;
Temos nossas diferenças, e quem não as tem? Dias ruins vem; sempre...mas, sempre estaremos sorrindo um para o outro.
Não importa os dias, nem as horas, nem mesmo as causas, apenas os momentos que passamos juntos, nossas perguntas sempre vão ter uma resposta, quando estamos juntos, tudo fica mais simples, meus dias se completam quando estou com você, é tão distante a realidade de um dia sem você...
Pensando em ti por um momento, parando no presente por um instante, tendo um tempo a mais com a minha esperança absoluta, de ter nos braços, e não deixar sair, preciso aprender a controlar meus pensamentos longe de ti, desejo incontrolável de te ter aqui, tão perto de mim, tão perto do coração...as memórias voam, causam insanidades temporárias, pensamentos com você, sempre você, nunca outra na vida teve espaço merecedor, que não você, sempre serás a única da minha vida, para todo sempre, seu amado...te amando...te cuidando...infinitamente seu

sábado, 3 de novembro de 2012

Meu primeiro desabafo no Blog, amigos





Gente venho hoje aqui, não para escrever nada que possa tocar o coração de vocês,  mas porque hoje, conversando com uma pessoa via facebook, pessoa que aliás nunca vi na minha vida ainda, que me deixou chateada com algumas palavras dele, não sei quem ele pensa que é para ficar julgando uma coisa ou pessoa, por algo feito, algo escrito, não satisfeita, eu tinha que ter comentado sobre o desejo de ser uma escritora, ai ele vem, com aquele papo de "você brisou demais agora" "nem as pessoas que fazem letras brisam tanto como você brisou agora", discriminando uma pessoa no caso eu, que se eu fizesse a prova da melhor universidade federal, não passaria, ah me desculpa, mas pra uma pessoa que nem mesmo, sabe como usar uma vírgula, vir me dar lição de moral, nem rola, não liguei pra isso, claro que não, mas isso me deixou muito triste e chateada, ainda não acabou com o sonho de ser escritora...

Não sei se vão conseguir ler a conversa, pois pode estar restrito, mas ta ai....
Posso ser uma boba por isso, mas sei lá, me deixou chateada demais.

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

One day...for always





...E, hoje, que já faz tempo que as nossas vidas se cruzaram, e todas as coisas que foram ditas, e todos os carinhos que a gente sempre trocou, todas as lágrimas que derramamos, porque eu sei, você também chorava, quando nossas brigas, levava ao rumo triste de nossas vidas, mas todas elas, só nos fizeram entender que nosso amor, é ainda mais forte, capaz de sobreviver até mesmo, em dias tempestuosos...


Meu coração, hoje, mal cabe no peito, de tanta felicidade que sinto, por mais um dia contigo, às vezes  tive vontade de socá-lo, em outras, vontade de beijar-te cada parte do corpo, e dizer que amo-te, outras em que simplesmente não queria que saísse de perto de mim, ou que não voltasse, o que era certo em tudo que eu fazia, era apenas o sentimento de cuidado, por mais que eu não aparentava, não conseguia deixar de me preocupar a cada briga nossa, não deixava que elas simplesmente ficasse no meio vão, era claro que nenhum de nós vai ceder, mas estavam lá, os dois, frente a frente, um olhava nos olhos do outro, e estava claro uma coisa, que os dois se amavam e se arrependiam de cada palavra ofensiva dita, então apenas no meio daquele silêncio, a magia se fez... beijos começaram  à aparecer, em meio ao silêncio era possível ler nossas mentes e entender cada olhar, porque apenas sabemos nos comunicar no silêncio, que parece mortal, mas para nós, a vida que renascia, das brigas aprendemos mais a cada dia, aprendemos que cada dia, era possível nos amarmos mais e mais, se temos nossas diferenças, sim, temos, e quem não às tem... diferenças só nos faz crescer como humanos, capaz de entender nossas vidas e as dos outros.
    Não vou me cansar de dizer que a cada dia, estarei nos seus pensamentos, e sei que se  tentarmos negar, é muito pior, pois, só constataremos o fato de nossos pensamentos se conectarem mais, o que um dia foi descrito, e dito, permanece ali, eternizando.... é por isso que sempre vou dizer “Viva em mim, e torne-se parte de mim”.

Ps:Obrigada por cada dia ao seu lado, sempre irei te amar.


Breve a resposta de sua alma gêmea...

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

tomando um gole





Tentando afogar as mágoas em um copo pequeno de doce conhaque vermelho, limitado ao fracasso do dia a dia, teimoso e estressante como um tenso dia de trabalho, afoguei todas as angústias daquele dia, ali, naquele mesmo copo vermelho como sangue, cheio das purezas da garrafa ainda virgem, aberta apenas pelo meu pedido, no momento propício me aliviou, mas depois senti aquele gosto amargo, descendo pela garganta, tão estranhamente, que me deu náuseas, corri para o banheiro e, em posição de agachamento, me curvei em frente à privada, e como se fosse cuspir algo entalado na garganta, apenas abri a boca e deixa sair... logo em seguida volto para a mesa da bancada do bar, e peço mais uma dose ao barman, do mesmo líquido vermelho como sangue, porque naquele momento, senti tudo se esvair, queria mais, queira mais uma dose de esquecimento absoluto.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

♫♫♥♪ Amizades ♪♥♫♫





Sabe, hoje eu acordei com dor no meu corpo inteiro, acho que foi por ter passado um dia maravilhoso ontem entre amigos, rindo muito, comendo muito, sem se preocupar que existe um tempo, um dia de folga qualquer, pareceu que o tempo parou bem ali, enquanto estava com eles apenas, como é bom ter amigos, melhor ainda quando você sabe que são de verdade, se existe alguma coisa para se dar valor, é a amizade, que as pessoas um dia vão te fazer sofrer, elas vão, que elas vão te dar presentes, sim, vão, que elas vão querer estar perto de você, sim, elas vão, mas nada como amigos para te fazer sentir feliz.
Não custa tentar buscar em qualquer lugar, um amigo que te dê atenção, um amigo que te dê felicidade, na verdade amigos que sempre estejam contigo, por isso nunca me cansarei de buscar meus amigos seja lá onde for, porque não existe nada melhor do que se sentir feliz.

Quando você busca e corre atrás, as respostas tendem à ser positivas...

Ps: Feliz por ter passado um domingo extraordinário, que se repitam milhares de dias como este ♥ que todos possam encontrar amigos assim, esse é meu desejo para todas pessoas lendo esse texto.

Beijos

domingo, 30 de setembro de 2012

Uma Vida de vários momentos...





O que nos leva à nos apegar tanto em uma pessoa?

Discutimos isso sobre vários dias, mesmo que discutamos sobre isso, não chegaremos à uma conclusão exata.
Sabemos que as pessoas podem se tornar especiais em nossas vidas, mas quanto especiais elas podem ser?
Não há relatos sobre o que alguém sente por outra pessoa, não há toda uma sinceridade de verdade, as pessoas tem sempre que receber algo em troca pra poder retribuir... De fato as pessoas não estão erradas, porque, como saberemos se aquela pessoa irá mesmo confiar em nós, e vice-versa? Mas tem aquela coisa, as pessoas mesmo sabendo que podem confiar, “traem” porque isso ocorre?  O que leva uma pessoa a trair, se elas traem o que ganham com isso? Quando falo de trair, envolvo tudo num geral, e não só apenas traição entre um homem e uma mulher, mas como amizade também, porque as pessoas nunca estão felizes com as coisas?
Discutir isso não vai me levar à uma resposta coerente, mas sim à um desespero total, de querer sair correndo.
Visto que as pessoas sempre se apegam e desapegam muito rápido das coisas “pessoas”, vejo que elas não são felizes, claro que não falo apenas delas, mas também de mim, de você, é você que está lendo esse blog nesse momento, tanto se apega, como desapega fácil das coisas pessoas, mas que ainda não se ligou nisso que eu estou aqui falando, pensa mais em como você anda vivendo, pensa em como as coisas podem ser, se pra você parece tudo bem, pensa melhor...

PS: caso não tenham reparado, andei meio sumida deste meu pequeno espaço, mas hoje assistindo à um filme muito interessante, chamado “Julie & Julia” que por sinal adorei, me lembrei dos tempos que eu era tão fanática pelo meu Blog, que agora meio que me desliguei dele, e não sei direito a razão, mas espero, nesse momento estar começando a retornar pra cá.

Até a próxima meus caros amigos, tanto escreverei textos como esse, como meus bons e velhos poemas feitos por mim.
Beijos ♥

compartilhando uma musica que eu achei linda 


domingo, 9 de setembro de 2012

Sou culpada?!





Eu sei que sou culpada por não te dizer tudo, nem te falar como foi o dia, culpada por eu querer muito mais um espelho que um abraço, culpada por eu não saber a diferença entre o entardecer, e o amanhecer, mas sou mais culpada, por eu nem sempre estar onde deveria estar...


Não que não me importe
Mas você não me dá escolhas de uma vida
As tenta tirar
Não entrega-as

Não quero que se preocupe 
Mas tenho que dizer
Não sou culpada 
Não de querer a liberdade 

Mas jamais quis dizer que foi você
Você que a roubou
Apenas dizendo que tenho que partir
Não sou culpada de querer

Mas, sou culpada de tentar omitir isso...

domingo, 12 de agosto de 2012

Vivendo...




Não queria esperar mais, quis então tentar viver, e aprender; não quis ficar sozinha, queria alguém comigo, eu fui tentar encontrar, achei apenas caras errados, caras que me fizeram sofrer, me fizeram derramar lágrimas, e um dia me disseram que amores são felizes, mas têm seus momentos baixos, mas que jamais te fariam derramar lágrimas… No caminho de volta eu fui olhando para as estrelas, e então eu vi uma que me chamou a atenção, uma que estava tão distante, mas com um brilho intenso, dai me lembrei que era preciso mais que apenas lágrimas para me fazer desistir de ser feliz, continuei…

domingo, 29 de julho de 2012

Comer Rezar Amar





Só deleite o que é seu;Mesmo que eu viva ali...


Eu corro para não ter que encontrar seus olhos, fujo das certezas que tu tens à dar, tento apenas me concentrar no que foi dito, e que me foi passado;Porém aprendi que quando a gente está destinado à encontrar, não podemos fugir, nem devemos, porque mesmo que consigamos, isso dura pouco...muito pouco...



sexta-feira, 6 de julho de 2012

Realidades translúcidas





Quase que um declínio de uma dor, me transmiti no profundo anseio de procurar a liberdade...

O que de fato procuramos?
Verdade sem ação, ou ação verdadeira? Somos capazes de lidar com muita reação, ou somos fracos diante de uma indecisão?
Muitas perguntas, pra poucas respostas, por mais que as buscamos, ainda não somos satisfeitos por completos na nossa incansável busca de realidades aleatórias, somos apenas brinquedos de papel em mãos erradas? Ou somos feitos de aço que jamais sentimos as coisas?
Somos libertos de algo, ou apenas presos da humanidade?

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Coisas que passam





Escuros dias
Cinzas e nublados
Tempestades válidas
Mal sabes de nada
Sente aperto
E corre o desespero
Tropeça e cai
Suspira e sai
Se despede e fica
Entende mas não aceita
Quer mais é viver
Sente tudo e vive depois...


Conta os dias pra sair
Tira roupa do varal
Poe a melhor roupa e sai
Quando parte, sente frio [retorna]
Tenta de novo
E amanhece na cama
Come pouco e desmaia em meio ao vão
Tenta esperar e se apressa mais
Não espera e vai
Quando chega, se desespera
Ele está lá
Partiu...



Detalhes passaram
Detalhes ficaram
Poucas coisas restaram
E quando escolhi
Se foram...



segunda-feira, 18 de junho de 2012

Muitas verdades...





Um gole, um suspiro
Mentiras no ar
Tropeços no caminho
Tortuoso
Gélido
Mentiras...
Soneguei espaço
Derramei gotas no oceano
Efeitos de menina
Passa batom e sai
Amanhã é outro dia
Partiu...


Trouxe cheiro de jasmim
Na camisa batom de menina
No pescoço perfume de mulher
Na boca beijos de amante


Mentiras brutas,
Frouxos amasso(s)
Para poucos abraços
Tentativas insanas
Beijos sem promessas
Mentiras que escorrem
Verdades que se escondem...


Poucos dizem a verdade, e muitos escondem a mentira tão mal escondida, que quase se entregam nela própria, muitos dizem que tem contratos, que são fieis, mas na verdade são só instrumentos nas mãos alheias, são apenas trouxas de trouxas apenas, são esquecidos logo em seguida, e nada se lembrarão de terem vivido, apenas morrem e se esquecem...são esquecidos.
Por isso mais vale viver sem ter borracha, e sem rascunho de si, se fizer burradas, cair se machucar, e não der certo, pelo menos tentou, e viveu, mas jamais irá dizer que não valeu à pena, pode seres até esquecido, mas jamais serás lembrado como aquele que nunca tentou, ou que nunca viveu.

sexta-feira, 15 de junho de 2012

O que for melhor...





É como se eu quisesse que você escutasse meu coração, mas ao mesmo tempo, que você apenas nem ouvisse as barbaridades que ele diz, é como se eu quisesse, que você me resgatasse daqui, e ao mesmo tempo que nem visse os lugares que eu me enfio...

É como se eu quisesse que todas frutas fossem doces, mas também não quisesse isso, porque sem o amargo, como poderia me degustar com coisas diferentes;
Eu meio que me vejo indecisa, mas a verdade é que eu gosto da indecisão de não estar na frente das coisas, nem decidir que amor pode ser melhor, só quero vive-lo como se deve, apaixonante, enlouquecido, deliberadamente, desesperadamente, provocante, menos decidido e mais feroz, difícil decidir no meio de uma paixão, você conseguiria decidir algo, no fogo de uma paixão?
Tente, descubra que o amor pode nascer no meio da paixão, em meio a decisão nenhuma.


terça-feira, 5 de junho de 2012

Explicações internas





Nosso coração que bate à mais de gerações, seja ele por alguém, ou por si mesmo, suporta mais coisas do que imaginamos,  muitas  vezes pensamos que ele é frágil, mas por ter sofrido tanto, vivido tanto, acredito que ele seja o bem mais valioso e forte que tem...
       Nosso cérebro se perde, se esquece e talvez nunca se lembre de fato, do que aconteceu.
       Nosso coração, apenas parece perdido, porque ele prefere assim, mas não porque aconteceu, enquanto ele se lembra de tudo, nosso cérebro esquece quem você é, quem você foi...
       E quando lhe perguntarem o que vale mais...o “sentir” das sensações distintas, ou ter a “ razão” sempre convicta...
       Já  sabe o que irá responder?
       Um coração agüenta mais as pancadas da vida e ainda continua batendo por si, enquanto seu cérebro se enfraquece que quase se entrega, mesmo ele não querendo, nem sabendo o que está fazendo, ele se rende aquilo que o consome, enquanto aquele coração que você julga fraco, e desorientado, o que sofre mais, consegue criar forças de um mundo que desconhecemos, e continua seguindo em frente.

domingo, 3 de junho de 2012

Pouco tempo...





...Quanto tempo ainda temos? Nos resta pouco tempo, pra dizer muito um pro outro? Você consegue me ouvir daí? Se você não estiver segurando minha mão quando eu morrer? Não sei se, posso morrer feliz...

Palavras podem ser necessárias
Mas gestos nos tocam mais;
Dias passando, morte súbita
De começo enterrei
Me preocupei o menos

Ousei dançar, me virar na rua
Tirar dias de folga
Deixar cair lágrimas...[alegria]

Bebo em nome da vitória da vida
Bebo em nome da sociedade em volta da morte
Canto em dias nublados
Porque parece justo
Deixar que sejam alegres
Apesar da sua aparência cinza...[triste]

Mesmo o céu sem cor
É capaz de trazer cor, nos olhos cegos...

Vire-se, e olhe à sua volta
Há mais pra ver do que tapar os olhos
E, se ver nesse ângulo não morremos
Pra viver do outro lado
Deixamos de viver nesse mundo e somos imortais?
Tem propósito morrer?
Tem propósito viver?
Só sabemos que tudo nunca acontece sem razão
Só tem explicação, quando se vai atrás
E mesmo morrendo, é a busca da explicação exata.

domingo, 27 de maio de 2012

Marcas deixadas...


difícil quando nosso querer, se torna total outro..
ontem apenas vivi um momento que eu achava que não ia viver tão cedo, foi bom? Sim, foi bom, deixou marcas, agora me resta apenas saber o que será de agora em diante...
mas vivo apenas sentindo o que ainda me resta aqui na alma e no corpo...


domingo, 13 de maio de 2012

coisas relacionadas...


As coisas nem sempre saem do jeito que queremos, mesmo que tentemos nos modificar, modificar as coisas, ou apenas tentar não enxergar, elas sempre vão tomar um rumo diferente, se não é para que aconteça em nossas vidas, tudo tem sempre um propósito, nada é feito de mentiras, nem feito pra durar pouco, as coisas só apenas são feitas para durarem o momento que têm que durar, me preocupo com o fato de não estar mais aqui, quando tiver que acontecer da forma certa, porque aí, o meu universo não terá vivido o que é pra viver…


sexta-feira, 27 de abril de 2012

Sentimentos...




"Lágrimas não doem, o que dói é o motivo que as fazem cair. Então não me peça pra parar de chorar, [...] faça parar de doer."




Só pare de fazê-las cair, porque machuca...

sexta-feira, 13 de abril de 2012

tão próximo, e tão distante...




"E sabe que as coisas nem sempre vão acontecer da mesma forma, mas se você deixar a janela aberta, a luz sempre entrará..."


Encanta-me saber de ti
Mas nada sei;
Tento-me em mais uma vez decifrar-te
E ainda nada consigo entender;

Coisas que para mim parecem simples
Uma resposta
Um desejo
E pra você acho que se torna um abismo.

Não me importa quanto tempo leve
Se ainda vou ver nos seus olhos
Não importa se demorar
E eu velha ficar

Eu sei que você sente algo
E é apenas uma questão de tempo
Decifrar-te...

domingo, 1 de abril de 2012

Meu desejo insano de ti...





Não sei se o que eu sinto é necessário, nem tão pouco prudente, sei que eu sinto, e não consigo evitar de sentir;
Sempre que eu vejo você...sonho...melhor não...me calo, e fico na deriva, apenas esperando um deslize seu...

Talvez eu esteja certa, e se estiver, torço que não aconteça, porque se acontecer, é inevitável parar...

Tento negar até o último desejo secar, mas de tanto pensar em você, acabei só me prendendo ainda mais no teu cheiro...

segunda-feira, 12 de março de 2012


Um tempo preciso, em um dia calmo de nuvens carregadas, estranhas, prontas para derramar sua ira, não tormenta, não viril, nem tão pouco devassa, apenas para passar, aquele sentimento de revolta;
Um tenso momento de desespero, abandono, frio de solidão repentina, apenas tentando se refugiar de tudo e de todos, com um desejo propício...se libertar.


sexta-feira, 2 de março de 2012


se a felicidade dos outros te incomoda, pare e pense em como você está vivendo a sua, porque toda e qualquer felicidade é Bem-Vinda

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012



...o que nos move é a paixão, de sabermos que aquilo ainda irá acontecer...

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Uma Verdade!







Onde é preferível imaginar do que tentar...

ficar parado a ter seus ossos quebrados...

deixar-se machucar, torturar-se, e ferir-se do que tentar mais uma vez amar, ou deixar que os amem...

só porque acreditamos no que não era real uma vez, não significa que o outro também será uma MENTIRA.

Se um dia você for parar pra pensar, então verá que NUNCA foi a questão como você vive, mas como você deixa de viver por algo.

sábado, 28 de janeiro de 2012

Única




Porque eu posso querer me enganar

Com suas mãos em volta de mim (agora)
Eu posso querer me deixar entregar (sozinha)
E não querer mais sair...

Porque a ignorância cegou minha visão
E meu coração; deixando que a luz fosse se apagando
Aos poucos, e agora não consigo pronunciar
Aquelas palavras...doces palavras 

Sentirei falta, tentarei atenuar a situação
Tentarei imaginar como será sem você;
Mas, nunca suportarei
A ideia de esquecer...

Porque o que vivemos foi forte
Intenso demais...
O que aconteceu, não nos fez terminar para sempre
Apenas para que possamos encarar as dificuldades futuras

Pensarei nisso enquanto me martirizo no escuro
Pensarei em você enquanto revejo nossas imagens
E quando o sol se pôr,no horizonte, meu beijo te encontrará
“A presença é a carne que sangra nas nossas mãos
E a saudade é o sentimento que permite eternizar”

Porque eu posso sentir sua falta agora
Porque eu posso sangrar de dor ao te ver partir
Porque eu posso não saber onde estará
Mas, posso ter certeza que no seu coração...

Apenas existe uma... Eu.


sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Desolação



A solidão é o fim de quem ama;
A perdição dos nobres apaixonados
A solidão é a estranha da vida alheia
Tão voraz na sua busca mortal de destruir

E quem tão pouco se dá nesse amor
Está condenado à viver só;
E ela apenas te dará o fruto amargo da desgraça
É destruidora do amor.

Sangrar não é mais a questão...
Doer nem tanto assim, dói mais...
Sozinho nem sei mais se já estou...
Mas, ciente de que a solidão...amarga...minha vida agora.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Sentimentalidades transversas...




Porque eu posso querer me enganar
Com suas mãos em volta de mim (agora)
Eu posso querer me deixar entregar (sozinha)
E não querer mais sair...

Porque a ignorância cegou minha visão
E meu coração; deixando que a luz fosse se apagando
Aos poucos, e agora não consigo pronunciar
Aquelas palavras...doces palavras

Sentirei falta, tentarei atenuar a situação
Tentarei imaginar como será sem você;
Mas, nunca suportarei
A idéia de esquecer...

Porque o que vivemos foi forte
Intenso...demais...
O que aconteceu, não nos fez terminar para sempre
Apenas para que possamos encarar as dificuldades futuras

Pensarei nisso enquanto me martirizo no escuro
Pensarei em você enquanto revejo nossas imagens
E quando o sol se pôr,no  horizonte meu beijo te encontrará
“A presença é a carne que sangra nas nossas mãos
E a saudade é o sentimento que permite eternizar”

Porque eu posso sentir sua falta agora
Porque eu posso sangrar de dor ao te ver partir
Porque eu posso não saber onde estará
Mas, posso ter certeza que no seu coração...

Apenas existe uma... Eu. ♥