segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Não somos perfeitos.






Nem sempre ganhei tudo que queria, porque nunca fui do tipo de me importar com os outros, e só queria ficar solitária, mesmo no escuro, eu me sentia aliviada...sentia...

Nem todas as palavras me confortam
Nem todos os abraços me dão segurança
Nem todos os beijos foram promessas
Mas tudo se encaixava num fato
Pessoas erram, erram nos seus sentimentos
Erram na sua vida
Brincam de ser felizes e partem
Nem todos os arrependimentos foram sinceros
Nem todos os momentos que tivemos foram nossos
Nem uma sombra foi a verdade dos sentimentos
Não consegui controlar nossas mentiras
Me perdi em cada pensamento falso
Em cada vazio desse olhar
Me tornei mais amarga
Menos doce, mais intensa
Não fiz carinho, e não sei fazer
Sei contradizer na verdade
Sei mentir pros olhos atentos em mim
Nem todas as palavras bastaram
Nem todos os beijos me calaram
Nem tudo que foi feito, bastou
Porque eu continuei à sentir
Eu continuei a viver na mentira de te amar
Porque o que tínhamos, não era tão forte
Apenas uma passagem da vida
Mas continuei à sentir o que parecia verdade

Porque naquele momento...sim...eu te amei, e não era mentira.

terça-feira, 20 de agosto de 2013

é só uma coisinha boba...






O que fazer com coração que nunca sabe o que quer...

Preso num amanhecer
Dentro da escuridão que é teu olhar
Mesmo tendo na luz um conforto
Estamos condenados à escuridão da tua alma

Não sou egoísta, nem pessimista
Sou realista, aceitando suas condições
Evitando meu sofrimento (mentira)
Minto pro coração, assim como você mente pra si mesmo

Mesmo eu sabendo da verdade
Não posso confessar-te
É preciso você aceitar

Evitando a verdade
Não sou eu quem mais sofre

E sim...você.

O que seria melhor?







Tento na maioria das vezes expressar meus sentimentos, aquelas palavras que possam tocar seu coração, mesmo que elas sejam tão tortas, tão sem nexo, tão sem...sem nada.
Só que eu só tento ser aquela que pode te dar sorriso, um ombro amigo na madrugada, uma conversa para toda hora, um abraço que acalma, mas o que eu tenho nesse momento?

Talvez esteja amontoando tudo num canto só, esperando que você veja, ou eu esteja fazendo isso, para juntar num monte de lixo depois...aí, nem eu mesma sei o que eu to fazendo com tanta coisa dentro de mim, eu espero que você perceba as coisas desse coração, ele é louco, insano, nunca sabe o que faz, mas só tem uma coisa que ele faz, sabendo 100%, é amar você.

sábado, 10 de agosto de 2013

uma coisa a mais






Um dia você espera que volte;
Que volte as sensações de borboletas
Que volte os momentos de emoção
Ou que volte os ganhos de uma noite
E tudo que está voltando
É só as tristezas e os tempos ruins
E as lágrimas derramadas
E os momentos que você prefere passar sozinha
E fica sempre tão rodeada de pessoas incomodas (incomodadas)
Preferindo então voltar pra terra
Morrer...ser esquecida...as pessoas te lembram
Quando você não tem a intenção de ser lembrada
Aí você precisa daquele gole
Daquela dose de mundo adulto
Do transporte que te leva pra vida real
E que você se depara no escuro
Sendo bêbada e insana, temperamental e sem juízo
Mas sendo aquilo que quer
E então descobre que ninguém te entende
Nunca te entenderam de verdade
Você foge, você quer gritar com elas
Quer expulsá-las da sua vida
Fica sozinha
Fica esmagada no sentimento afoito de ficar em silencio
As pessoas só te cansaram
Assim como amar te cansou
Não é perder a esperança, é acordar para a realidade
É saber o que pode sim te machucar mais
E aquilo que não pode
E o que você pode mascarar com tanta dor
Pode te custar caro, mas você tem que passar por isso
Pode amar?
Pode
Pode escolher também
Mas você só não pode mais fugir
Pode encarar as pessoas e aos gritos expulsá-las?
Talvez
Mas você pode só ignorá-las
O silencio mata mais