terça-feira, 26 de novembro de 2013

Toda a Verdade, mesmo que doa...





Você foi embora, e deixou rastros...
O que foi que mudou?
Porque algo mudou entre nós e não minta, não nos comunicamos como antes, não sei mais ler seus pensamentos, não sei ver mais em seus olhos, ó espere, não nos vemos, não vê meus olhos, espero que o que passamos, te sirva de consolo, porque nem ao menos tivemos uma chance juntos, ou pelo menos um momento sozinho, espero que com toda essa sua dor, sinta um pouco a minha...
Se eu não te contei todas as partes do meu dia, se eu não disse o que acontece comigo, me entenda, não porque eu não confie em você, mas porque eu mesma não sei me expressar como se deve, no meu entender, sou idiota de incomodar as pessoas, com as minhas palavras, esqueci de ver que você se importa comigo, que o que queria era só me ouvir, sou culpada sim, culpada de não saber entender os sinais, culpada de não saber o que eu tinha nas mãos era valioso e não ter dado o devido valor, culpada em muitas coisas, mas não sou culpada de amar, em segredo, sim, sou culpada, de deixar você saber tarde demais, mas não me culpe por erros como esse, me culpe por não estar na sua vida agora...
Falando da culpa, qual é a parte da culpa que te cabe?
Quando amar for fácil, ele virá com um manual de instruções, mas faz parte do processo natural “viver”, ser feliz, e na felicidade estar presente momentos de tormenta, faz parte sofrer, mas não faz parte, querer guardar todo o sofrimento pra você, parte de mim, está com você aí, mesmo que não acredite, deixei muitas coisas na minha vida por você, por medo dos seus pensamentos, por medo que eu não fosse aquela dos seus sonhos, mas acabei que nem nos seus sonhos, nunca estive, não é mesmo...eu pisei no meu próprio orgulho, pra gostar de alguém, que eu nunca imaginei gostar, sentir o que eu sinto, e não poder alcançar...
Tanto que agora estou perdida em pensamentos, perdida nas horas, mas principalmente perdida de você, mesmo quando quero te ligar e conversar, você nunca me atende, e tudo fica tão escuro, por não conseguir ver mais nada, acabo indo dormir com a parede na minha frente, esperando que ela me console, mas de tão fria que ela está, me tornei mais fria quanto ela, esperando apenas uma resposta...
Eu não sei o que você pensa de mim, e até hoje, nenhuma palavra foi pronunciada, esperei por um momento à sós contigo, mas esse momento nunca chegou, pra minha decepção e dor, não fiquei surpresa com isso agora, apenas mais uma decepção e mágoa no meu coração, porque só esperei o impossível de alguém que não sentia o mesmo que eu...

Então, isso é um adeus, não é mesmo?

Só espero que você fique bem...

domingo, 3 de novembro de 2013

Mesmo nas diferenças...




Uma pequena fração de mim
Descobre o sentimento por ti
Vivente de séculos
Mórbido dos termos difíceis da vida
Mas não desesperador à ponto de parecer morto
E nos termos mais difíceis, somos dois estranhos
Mas nunca totalmente esquecidos
Se cometermos os mesmo erros futuramente
Somos imunes as consequências
E não seremos capazes de terminar, pelo mesmo motivo aparente
Porque somos dois adultos
Adultos tem seus dias de crise
E assim vivemos

Um dia de cada vez...