sábado, 12 de novembro de 2016

Lado poético de ser



“Gosto de poesias, como quanto respirar..
Se das preces todas caladas, você amar
Traga nesse peito a vontade de ficar.”












Permita-se ficar
Ou então disperse-se
Permita-se doar-se
Ou então reserve-se...mas não demais.
Amor não é pra todos
Só pra quem sabe se jogar
E cair com estilo
Não caia por todos
Caia por amor
Caia não de desejo
Porque isso é ser fácil
Fútil demais
Amor não é fútil
Você não precisa ser
Amor te deixa leve
Você voa, cai também...
Mas aprende que amar é bom
Então é bom cair okay
Permita-se então... cair
Voar
Amar
Permita-se ter sonhos
Esperanças
Permita que alguém entre
Permita que saia também
Permita ouvir, e saiba quando falar
Você precisa perceber também
Que a pessoa quer te ouvir
Permita amor
Se quer recomeçar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário