quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Se eu não posso falar, então escrevo...



Oi! Tudo bem?!
Acho que eu devo ter te assustado, olhando tão fixamente assim pra você, não é mesmo?
Mas perdoe se eu sempre olho pra você quando passa do meu lado nesses corredores, eu só não consigo evitar de olhar, não sei o que, mas alguma coisa me chama a atenção em você, sabia?
Se não sabia, pois bem, agora já sabe, e agora é aquele momento de você sair correndo dessa louca que vos fala okay...
Eu nem sei o seu nome caramba, não sei porque eu fico desse jeito toda vez que te vejo, eu nem sei se você está disponível, (do tipo solteiro) caramba, dá pra sair da minha frente, ou pelo menos não cruzar meu caminho nunca mais? Porque se não vai dizer sim, não me iluda mais, só queria saber uma coisa, porque que toda vez que eu vou olhar pra você, você também me olha, e quando eu digo "olhar", digo o modo de encarar uma pessoa a ponto de deixá-la sem graça no meio das pessoas, no meio de tanta gente que tinha naquele shopping, eu fiquei tão sem graça, sem jeito sabe, e quisera eu que eu que eu tivesse ficado sem graça apenas uma vez não é mesmo?!
Na próxima vez que você me visse nesses corredores novamente, poderia fazer-me um favor? Poderia pelo menos me cumprimentar, ou então, só dizer seu nome mesmo?! Acho que é o jeito mais educado de se conhecer alguém...obrigada, pelo menos toda vez que te vejo naquele shopping, sei que em olhar, você corresponde, mas também pode ser apenas pra pensar "o que essa louca tanto me olha"...mas pelo menos não parece nenhum pouco mal educado, e até parece doce enquanto olha pra dentro dos meus olhos, então obrigada, só por olhar de volta...

De alguém que sempre olha pra dentro da loja onde você trabalha, e espera com o coração nas mãos pra quando vc vai passar no corredor e olhar de novo..

Nenhum comentário:

Postar um comentário